Criar um Site Grátis Fantástico
População se Reunem e Paga Pensão de Professora
População se Reunem e Paga Pensão de Professora

 

Professora é liberada após população se reunir e pagar dívida de pensão

09/09/2011 - Por: g1

A professora Elenísia Borges da Silva, de 41 anos, presa por não pagar ao marido a quantia estabelecida pela Justiça como pensão das duas filhas, de 16 e 19 anos, foi liberada por volta das 10h30 desta sexta-feira (9). O alvará de soltura foi concedido pela Justiça após uma renegociação da dívida, que passou de pouco mais de R$ 21 mil para R$ 4,3 mil.

Elenísia estava presa desde a terça-feira (6) na cidade de Ubaitaba, a cerca de 370 km de Salvador, depois que o seu ex-marido, Ademilson Tibúcio dos Santos, de 40 anos, que trabalha como vendedor de acarajé, entrou com a ação na Justiça cobrando R$ 21 mil em pensões atrasadas. A dívida foi renegociada e o alvará de soltura foi expedido após a população de pouco mais de 20 mil habitantes se reunir e conseguir arrecadar o valor da renegociação.

“Foi realizada uma campanha na cidade. Amigos e vizinhos se solidarizaram com a causa. Tudo foi resolvido em paz”, conta José Raimundo Silva Santana, advogado da professora.

A decisão da Justiça não anula a obrigatoriedade da pensão, que corresponde a 25% do salário da professora, que é cerca de R$ 1 mil. O advogado tenta entrar com um pedido na Justiça para o cancelamento do pagamento da pensão para a filha mais velha, visto que, de acordo com ele, a maioridade da jovem e o fato dela ser empregada, pode anular a exigência da lei.


                                                     Ver Comentários  ::  Deixar Comentário